Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

Os Primeiros Passos na Publicação de Um LIvro

Após a conclusão da tese de mestrado em 2018 iniciei este blogue como forma de continuar o momento da criação de conteúdos. Ainda considerei avançar com o doutoramento, mas avaliando o custo/benefício não fazia sentido nesta altura da minha vida.

Abordei anteriormente na rúbrica The Dailies o meu desejo em ser um autor publicado, já tendo algumas ideias para livros sobre: 1) produtividade pessoal e 2) investimento nos mercados financeiros.

O ponto de partida para se escrever um livro é a paixão sobre o tema. Logo a seguir é descobrir se existe mercado ou leitores que justifiquem toda a dedicação exigida. Em terceiro lugar é preciso criar o posicionamento certo que distinga o autor de todos os outros trabalhos publicados.

Além destes três pontos, seja através de publicação independente ou editora é necessária a criação do que é entendida como a plataforma do autor para promoção do trabalho.

Pretendo que estes livros tenham forte componente prática, com a base teórica essencial de apoio aos conteúdos. Os métodos descritos, tanto de produtividade pessoal como de investimento, terão de ser validados através de casos práticos.

O livro sobre o investimento na bolsa de valores só poderá ser publicado após obter resultados consistentes e os meus objetivos de rentabilização serem atingidos, que nunca será antes de 2021. Não existe tal coisa como apressar os resultados nos mercados, que só podem dar em mau resultado

Muitos autores que escrevem sobre este tipo de investimentos, não têm sucesso comprovado ou o mesmo é muito ténue, o que mina logo à partida a sua credibilidade. Não quero que aconteça o mesmo comigo.

Em 2020, tenho o caminho preparado para delinear a estratégia de viabilização do projeto literário de produtividade pessoal. A primeira fase inclui a pesquisa bibliográfica e a seleção da audiência.

Lista de verificação de hábitos diários #2 (semana de 12 a 18 de janeiro)

Lista de verificação de hábitos semana 12 a 18 jan

Esta é a minha lista de verificação de hábitos da semana de 12 a 18 de janeiro de 2020. Pretende-se com esta lista criar bons hábitos como escrever regularmente ou relaxar a visão, e eliminar os maus hábitos como evitar fritos e gorduras ou falar muito.

Os hábitos de excelência vão para fazer a cama e atualizar o diário da bolsa que consegui cumprir todos os dias.

Os hábitos que necessitam de melhoria são ouvir o dobro do que falo e relaxar visão. Inicialmente tinha previsto não acompanhar os hábitos aos sábados, mas ontem acabei por falar demais em contexto familiar bem como não relaxar a visão estando demasiado tempo no computador e tablet, pelo que resolvi contabilizar.

Todos os restantes hábitos foram cumpridos na sua generalidade, com um dia ou outro em que não foram observados.

Na semana que entra vou considerar todos os dias da semana incluindo o sábado para o controlo dos hábitos, e introduzir a Técnica de Pomodoro na gestão do tempo. Esta técnica consiste basicamente em trabalhar por blocos de 25 minutos fazendo uma pausa no meio de cada bloco. Já utilizo a técnica regularmente, mas muitas vezes no meio do entusiasmo ou intensidade de trabalho, esqueço das pausas para alivar a mente e visão.

Objetivos 2020

Mapa mental objetivos - Pré-visualiação

No artigo A Definição de Objetivos Anuais Segundo o Autor Graham Allcott, foi apresentada uma das metodologias clássicas para a definição de objetivos, dividindo-se estes por áreas. Neste artigo apresento os meus objetivos para 2020 com o recurso a um mapa mental.

Este mapa não é estanque, sendo revisto sempre que necessário através da modificação, eliminação ou adição de novos objetivos. A sua definição segue a fórmula SMART.

De observar que muitos destes objetivos produzem hábitos. Os hábitos diários são acompanhados na minha lista diária de verificação de hábitos. Os hábitos semanais, mensais ou trimestrais são acompanhados na minha aplicação de gestão de tarefas Nirvana. Os restantes objetivos que não produzem hábitos são transferidos para projetos também na mesma aplicação.

Icons by Icons8

A Definição de Objetivos Anuais Segundo o Autor Graham Allcott

Um dos livros que mais contribuiu para a melhoria da minha produtividade pessoal foi Productivity Ninja de Graham Allcott. Aliás, revolucionou toda a minha eficiência, por apresentar um sistema claro que permitiu organizar as minhas tarefas e projetos. A filosofia do livro é baseada em grande medida na metodologia Getting Things Done de David Allen. Mas onde Allen é mais genérico e concetual, Allcott é mais específico e prático.

No entanto em ambos os livros, a questão da definição de objetivos não é esclarecida. Ontem tive a oportunidade de ver o vídeo Productivity Ninja Tips: How to Not Suck at Your New Year's Resolutions de Allcott, onde o autor dá a sua perspetiva sobre a definição de metas anuais, e que me despertou o interesse.

Neste vídeo, a metodologia é bastante clássica, com a recomendação na definição de um ou dois objetivos anuais em cada uma das seguintes áreas:

  • Pessoal
  • Social
  • Trabalho
  • Dinheiro
  • Saúde
  • Espiritual
  • Casa

Allcott descreve que o seu processo de definição de objetivos inicia em dezembro, e durante o último mês do ano escreve as suas resoluções de ano novo com o apoio de um mapa mental. Alguns dos objetivos são mais fáceis e num dia consegue escreve-los, ao passo que outros são mais difíceis e leva alguns dias para os definir. O que pretende é ter no final do ano objetivos definidos em todas as áreas.

É possível que nem todos os objetivos sejam atingidos, recomendando uma revisão periódica dos mesmos, modificando, eliminando ou acrescentando objetivos no mapa mental.

A forma como se escreve um objetivo é uma variação da fórmula SMART, com três características em vez das habituais cinco: relevante, mensurável e realista. Allcot insiste para sermos realistas nas nossas metas, e evitar ambições desproporcionais que nos desmotivem.

Nunca é tarde para revermos as resoluções de ano novo (este processo pode levar o ano todo!), pelo que irei seguir a proposta do autor e apresentar um mapa mental com os meus objetivos de 2020 num futuro artigo.

Como as Formações Profissionais podem ser Inoportunas

Pensava que as ações de formação eram só “empurradas” aos trabalhadores no final do ano para preencher calendário, considerando a obrigatoriedade pela entidade patronal das 35 horas de formação anual.

Afinal na minha organização, os recursos humanos tomaram a resolução de ano novo em dar formação aos seus trabalhadores logo em janeiro. Não sou contra a formação, desde que sejam úteis e equilibradas com o calendário pessoal. Mas o excesso de formações, assim como o excesso de reuniões, são grandes inimigos da produtividade.

Já tinha recebido na minha caixa de correio eletrónica vários emails a convocar-me para determinada ação de formação a realizar este mês. Trata-se de uma espécie de palestra com caráter informativo e até de propaganda da organização, e não tinha manifestado interesse em participar.

Uma colega dos recursos resolveu contactar-me, já possivelmente tendo falado com outros colegas também, com o intuito de “recrutar as turmas” e assim encher as salas de aula para fazer um brilharete a quem lá sabe.

Expliquei gentilmente que o ano passado já tinha mais dos que as horas obrigatórias de formação, e que neste momento estava a concluir um projeto importante com data limite de entrega, sendo difícil frequentar a ação de formação e cumprir as minhas obrigações na organização ao mesmo tempo.

A colega resolveu insistir à semelhança de alguns maus vendedores, à espera que com o desgaste me conseguisse vergar, mas mantive a minha postura. Saber gerir o tempo é uma das minhas prioridades, e não cedo a pressões deste tipo.

Neste momento quero dedicar as horas do trabalho aos projetos da organização, só prevendo frequentar alguma ação de formação no segundo semestre do ano.

5 Grupos de Hábitos para o Melhor Ano de Sempre

Esta semana irei ser o responsável pela condução da primeira sessão do ano no meu clube Toastmasters. Cada sessão tem um tema central e como estamos numa época propícia a novas resoluções, resolvi abordar o tema de como podemos tornar 2020 o melhor ano de sempre.

Não é surpresa para quem acompanha o blogue, que estou atualmente mais concentrado em primeiro lugar na criação de hábitos de sucesso em vez de objetivos. Estes últimos acabarão por surgir naturalmente ao cuidarmos e mantermos bons hábitos. Além do mais, os objetivos ou resoluções de ano novo acabam por falhar, pelo que não são a solução ideal para atingirmos uma maior produtividade logo à partida.

A apresentação irá estar dividida por cinco grupos de hábitos em dois níveis.

1.º Nível – Fundamentos

1. Fundação: O hábito da Gratidão
2. Pilares: Os hábitos do Sono, Nutrição e Movimento
3. Cobertura: Os Hábitos do Amor, Trabalho e Finanças

2.º Nível – Aperfeiçoamento

4. Performance: Os hábitos do Foco e Socialização
5. Responsabilização: O hábito de Medir o que Importa

Como bónus irei apresentar no final a lista de verificação de hábitos.

Lista de Verificação de Hábitos Atualizada e Justificada

Lista de verificação de hábitos atualizada a 6 de janeiro

A semana passada publiquei A Minha Lista Diária de Verificação de Hábitos, com o objetivo de dar uma estrutura ao meu dia e contribuir para a concretização das minhas metas em 2020.

Foi criado o mapa de cálculo exemplificativo na figura para atualizar diariamente a partir desta semana. Se a maioria das células estiverem pintadas a verde é porque executei grande parte dos hábitos propostos.

Para garantir a minha produtividade, e não estar a acompanhar hábitos inúteis, é necessário saber o porquê por detrás de cada rotina. Os hábitos que não tenham um bom motivo devem ser eliminados da lista.

Motivos por detrás de cada hábito

  1. Acordar ao primeiro toque – Ter mais tempo para despachar-me antes de sair de casa e assim estar mais tranquilo.
  2. Fazer a cama – Evitar arrumações ao final da tarde, contribuindo para uma maior tranquilidade neste período.
  3. Escrever artigo the daily habit – Ativar a criatividade produtiva encontrando o caminho do sucesso, desenvolver a capacidade de escrever necessária para a publicação de um livro e aliviar a ansiedade.
  4. Ouvir o dobro, falar metade – É a característica que mais preciso de melhorar para uma maior capacidade de influência e de qualidade nos relacionamentos interpessoais.
  5. Tomar café com colegas/família – A minha tendência introvertida tem de ser equilibrada para uma maior estabilidade emocional.
  6. Evitar fritos e gorduras – porque tenho de manter o colesterol nos níveis normais.
  7. Relaxar visão manhã – Dar uma pequena volta pelo exterior para aliviar a minha grande miopia, considerando a quantidade de trabalho ao perto que faço.
  8. Praticar yoga sessão completa – A minha ansiedade e tendência obsessiva causa desgaste físico e mental, que é eficazmente combatida por uma sessão de yoga completa ao final da tarde. Às vezes pratico menos tempo, o que não é tão eficaz.
  9. Atualizar diário da bolsa – Pretendo atingir a minha independência financeira investindo ativamente nos mercados financeiros. A estratégia, sucessos e erros têm de ser medidos e acompanhados

Relaxar visão noite – O mesmo motivo que o relaxamento da visão da manhã e ajudar a preparar para o sono. Inclui não utilizar tecnologia a partir das 22h e fazer uns pequenos exercícios de relaxamento aos olhos e rosto.

Como Definir os 10 Objetivos Mais Importantes da sua Vida

Brian Tracy, no livro Objetivos!, introduz um exercício para ajudar a definir os nossos objetivos. Consiste em escrever diariamente uma lista com os 10 objetivos que considera mais importantes da sua vida, mas com uma particularidade. Quando estamos a escrever, não podemos consultar os objetivos dos dias anteriores.

A essência desta técnica providencia um teste para saber quanto determinados em atingir os nossos objetivos, e quais os que vão persistir dia após dia.

Ao fazer este exercício irá esperar o seguinte, sendo que no final do artigo irei apresentar outra versão que pode utilizar como alternativa.

Primeiro dia

No primeiro dia em que escreve os seus 10 objetivos, terá de pensar e refletir algum tempo, principalmente se nunca fez algum exercício deste género.

Segundo dia

No segundo dia, e sem referir-se ao dia anterior, será um pouco mais fácil. Contudo, possivelmente verificará que a descrição e a ordem dos objetivos mudaram. Um objetivo que tenha escrito no dia anterior poderá não aparecer agora, como um novo objetivo poderá aparecer pela primeira vez na lista.

Dias seguintes

Nos dias seguintes, as descrições irão ficando mais claras, e a ordem dos objetivos poderão ainda sofrer algumas alterações em função das suas prioridades que vão modificando-se. Vários objetivos escritos anteriormente podem ter saído da sua lista, dando lugar a novos objetivos que considera mais importantes.

30 dias depois

Cerca de 30 dias depois de começar o exercício, é provável que já existam poucas alterações tanto na descrição como na ordem dos objetivos. Estará praticamente a reescrever os mesmos objetivos todos os dias, que é o que se pretende com o exercício. Chegará à lista final dos 10 objetivos mais relevantes para si, momento a partir do qual poderá começar a planear os seus projetos e a definir as primeiras tarefas.

Escrever num blogue: versão alternativa

É interessante notar que o blogue The Daily Habit acaba por ser uma versão deste método. Em vez de escrever uma lista com os 10 objetivos diários, escrevo um artigo por dia na expetativa de melhorar a minha produtividade pessoal e clarificar os meus objetivos. O blogue tem ainda a vantagem de poder partilhar a minha experiência com os leitores.

Estabelecer Objetivos ou Criar Hábitos: O Que é Melhor?

O ano novo trás habitualmente novas resoluções, em que muitas pessoas estabelecem novos objetivos ou criam novos hábitos.

O dicionário Priberam define objetivo como “aquilo que se pretende alcançar, conseguir ou atingir”.

Exemplo de objetivos:

  • Tirar um curso.
  • Fazer uma maratona.
  • Fazer uma viagem.
  • Ter um melhor relacionamento com a família.

Um hábito de acordo com o dicionário Priberam é definido como “prática frequente”.

Exemplo de hábitos:

  • Fazer exercício físico três vezes por semana.
  • Ler 20 minutos por dia.
  • Levantar ao primeiro toque do despertador.
  • Escrever um artigo por dia.

Começar pelos hábitos

A generalidade das pessoas tem um misto de objetivos e hábitos. No entanto, e por experiência própria, penso que é mais difícil estabelecer um objetivo do que criar um hábito. A prova disso são as resoluções de ano novo, em que 79% das pessoas nunca chegam a atingir os seus objetivos.

A solução que proponho é concentrarmo-nos primeiro nos hábitos. Com o tempo, os hábitos irão gerar as condições necessárias de onde irão emergir os nossos objetivos.

Exemplo deste blogue

Por exemplo, criei este blogue sem objetivo nenhum em particular. Apenas pretendia escrever regularmente (hábito) ao nível do desenvolvimento pessoal sobre produtividade, finanças pessoais e sucesso, temas de que gosto. Depois de quase 200 artigos publicados, já nasceram vários objetivos provenientes do hábito da escrita:

  • Escrever um livro na categoria da produtividade pessoal.
  • Obter a independência financeira através do estudo e investimento nos mercados financeiros.
  • Criar um blogue para acompanhar as negociações e consolidar os conhecimentos adquiridos na bolsa de valores.
  • Escrever um livro na categoria das finanças pessoais (após ter concretizado o objetivo de independência financeira).

Exemplo da minha vida profissional

Há cerca de cinco anos atrás no meu trabalho, resolvi,  mesmo estando desmotivado profissionalmente, que deveria dar uma resposta mais rápida aos serviços que me atribuíssem (hábito). Embora não tendo ainda conseguido progredir na carreira, nasceram novos objetivos tais como:

  • Aprender as melhores práticas da gestão do tempo (concluído).
  • Fazer uma tese de mestrado (concluído).
  • Ser reconhecido como membro sénior na minha ordem profissional (concluído).
  • Progredir dentro da minha organização (por incrível que pareça ainda não tinha traçado este objetivo).
  • Desenvolver competências interpessoais de influência (este é um subobjetivo do ponto anterior).

Por outras palavras, os objetivos são fruto do hábito. Se soubermos como cultivar e manter bons hábitos, é de esperar que os objetivos cresçam naturalmente e organicamente, traduzindo-se na possibilidade de sucessos.

 

A Minha Lista Diária de Verificação de Hábitos

Hábitos - Lista de Verificação

Este artigo é inspirado pelo site Kevin Habits, que por sua vez foi inspirado pelas 13 virtudes de Benjamim Franklin.

Criei uma lista de verificação de hábitos a completar, onde o objetivo é dar uma estrutura ao dia, e contribuir a longo prazo para a concretização das minhas metas.

Irei trabalhar no sentido de completar todos os hábitos diários, caminhando em direção ao ideal de um mapa todo pintado a verde. As células a branco significam que não executei o hábito nesse dia.

O sábado é o dia da semana dedicado ao descanso, mas inclui à mesma na lista de verificação, significando que descansei totalmente se o dia estiver todo pintado a verde. Se estiver pintado parcialmente é porque não descansei totalmente. O sábado funciona assim como o carregamento das baterias para o resto da semana.

Para já, criei o mapa tipo da figura para a semana de 6 a 12 de janeiro. Os campos a verdes são pois exemplificativos. Os hábitos também não são estáticos, e devem ser sempre atualizados em função da experiência e objetivos pessoais.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Informação legal

Este blogue transmite a opinião do autor e pode conter imprecisões. Nas suas decisões, faça a sua própria pesquisa ou procure ajuda de um profissional.