Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

Bolsa, Brevidade e Bipolaridade

Esta semana tive o dia com o maior prejuízo desde que iniciei os investimentos na bolsa de valores numa conta com dinheiro real. Isto significa que todo os ganhos realizados nas ultimas três semanas foram evaporados num único dia. Estava demasiado confiante, até inebriado, com os resultados obtidos. A ganância tomou conta, baixei a guarda, e fui alvo de uma necessária dose de humildade autoimposta pelos mercados financeiros.

No artigo 200 palavras escrevi sobre como pretendia publicar textos mais curtos e regulares em detrimento de grandes epopeias, como por exemplo o artigo Como Ficar Milionário em Portugal. Pelo contrário, muitas das minhas publicações têm mais de 600 palavras, o que está a ir contra esta filosofia da brevidade. Olho para as estatísticas do blogue e entusiasmo-me com o número de visitas, não me apercebendo que isto é viciante por si só, e à semelhança do que acontece com os likes das redes sociais.

Tinha decidido reduzir a minha atividade na Toastmasters, mas esta semana participei nos concursos de discursos do meu clube que são realizados duas vezes por ano. Existem três categorias: 1) discursos preparados, 2) discursos de improviso e 3) discursos de avaliação. Alistei-me em todas as categorias, estando em palco a falar em público com outros concorrente quase até à meia-noite. Fiquei estasiado com tanta adrenalina, como se tratasse da fase hipomaníaca de um positivismo excessivo característico da bipolaridade. O dia a seguir coincidiu com a maior perda financeira (coincidência ou não?).

Ser humilde na bolsa, breve nas minhas intenções e procurar ambientes estabilizadores.

Converter Voz para Texto no Telemóvel: Será que Vale a Pena?

Autores e outras pessoas que têm o hábito de escrever regularmente, querem encontrar técnicas ou métodos para serem mais produtivos, e compor textos mais rapidamente. Hoje com a tecnologia, existem inúmeras aplicações disponíveis para facilitar a vida a escritores.

No resumo do livro sobre A Grande Estratégia de John Lewis Gaddis, e a título de experiência, utilizei a aplicação gratuita Speech to Text no Android, para ditar as várias citações que transcrevi para o artigo. Existem muitas outras aplicações disponíveis no Android e outras tantas no IOS.

Na altura de ditar as citações para o smartphone, tinha previamente anotado as que considerava mais importantes, e que queria incluir no artigo. Tenho por hábito nos melhores livros que leio, sublinhar a marcador as passagens mais interessantes (tanto em versão de papel como digital).

No final foram ditadas mais de 1000 palavras para o telemóvel. O trabalho não acabou por aqui, e tive de fazer a edição do texto no PC, pois havia muito vocabulário que não tinha sido corretamente convertido para texto pela minha voz.

Concluindo, e se voltaria a escrever um novo artigo com este tipo de aplicação. Possivelmente teria de fazer um novo teste e experimentar outras aplicações. Se no final, o tempo disponibilizado de dição mais a edição fosse significativamente inferior ao tempo da escrita de um artigo normal, então com certeza que valeria a pena, com a poupança de tempo conseguida.

Hábitos checklist #6: Mindfulness e Leis do Poder

Hábitos diários checklist 6

Esta é a lista de verificação de hábitos diários na semana de 10 a 16 de fevereiro. Pretende-se cultivar bons hábitos como escrever regularmente ou relaxar a visão, e eliminar maus hábitos como falar muito ou ter uma melhor alimentação.

Esta semana pensei em não publicar este artigo para não “maçar” o leitor ou leitora com as minhas lutas diárias em criar rotinas mais saudáveis, e manter o processo apenas para mim. No espírito de Adam Smith, que moldou o pensamento económico contemporâneo, em que ao pensar no interesse próprio, irei beneficiar outras pessoas por meios indiretos.

Assim é a publicação deste artigo, esperando que o leitor ou leitora, possa inspirar-se, criando hábitos que conduzam aos  seus objetivos e a uma vida com mais significado e satisfação.

Os habitos mantiveram-se os mesmos deste a semana passada, com a exceção do mindfulness, a atenção plena no presente momento. Este é um habito para ser desenvolvido ao longo do tempo, e não se espera estar 100% atento a todas as sensações, pensamentos e emoções durante o dia. Se por alguns instantes lembrar-me de parar ou reduzir o ritmo e estar atento ao que se passa, já é considerado um sucesso.

Sou fã do trabalho de Robert Greene, e lancei um novo projeto no Sapo Blogs, com a criação de um blogue dedicado às 48 leis do poder. Trata-se de um projeto limitado no tempo, um resumo alargado, com a publicação de uma lei todos os dias, iniciando na lei 48 e terminando na lei 1. Pode ler já a lei 48: Evite Ter Uma Forma Definida.

Termina assim a revisão da lista de hábitos diários, regressando a esta rubrica na próxima semana.

Chegou a Altura de Reduzir a Minha Atividade na Toastmasters

As circunstâncias atualmente mudaram e nos próximos meses vou reduzir a minha atividade na Toastmasters. Esta organização providencia um local para treinar o discurso público através de sessões semanais onde não existem formadores. Os membros aprendem "fazendo" avaliando-se mutuamente de acordo com padrões pré-definidos como a organização do discurso ou a variedade vocal.

O principal motivo que me levou a aderir a um clube Toastmasters foi poder treinar a minha oratória, pois não tinha a coragem para enfrentar uma audiência. Cheguei a um ponto em que consegui falar para uma plateia de mais de 100 pessoas, o que era inimaginável até então.

Este ano tinha previsto organizar um grande evento a nível nacional dentro desta organização, para cumprir determinados objetivos e chegar ao patamar máximo de reconhecimento. Acontece que atualmente os meus objetivos pessoais não estão alinhados com os da Toastmasters, pelo que deixo cair este projeto, pelo menos neste momento.

Vou começar a ir menos às sessões do meu clube, o mínimo para manter o contacto com outros membros, muitos dos quais formei uma amizade.

Não vou desistir da Toastmasters, apenas reestruturar a gestão do tempo em função das minhas prioridades atuais. A qualquer momento, e se o justificar, regresso mais ativamente às suas atividades.

Terapia Cognitiva Baseada no Mindfulness (MBCT): Definição e Prática

A terapia cognitiva baseada no mindfulness (do inglês MBCT), é uma forma modificada da terapia cognitiva que incorpora práticas como a meditação e exercícios de respiração. O seu objetivo é libertar os pensamentos negativos que causam a espiral descendente em direção a um estado depressivo ou de ansiedade.

O MCBT foi desenvolvido para pessoas com episódios recorrentes de depressão, ajudando também a reduzir a ansiedade generalizada e outras condições.

Sendo um processo de natureza preventiva, não deverá ser utilizado como tratamento de primeira linha, especialmente para casos mais complexos em que se deverá consultar o médico.

Em termos pessoais, já fiz o programa de oito semanas do MCBT seguindo o livro The Mindful Way through Depression: Freeing Yourself from Chronic Unhappiness de Mark Williams et al.

Trata-se de uma terapia na sua essência simples, mas não por isso fácil. Grande parte dos exercícios concentram-se na meditação sentada e atenção na respiração, observando as sensações corporais e pensamentos, evitando ser um ator ou atriz dos nossos dramas mentais.

Pretende-se com esta consciência, tanto de conforto como desconforto, acalmar a atividade mental e diminuir pensamentos e emoções negativas.

O MCBT convida a aplicar o mindfulness a outros contextos, e praticamente pode ser utilizado em quase todas as situações, como caminhar, comer, interações pessoais, etc.

Hábitos Checklist #5 (semana de 3 a 9 de fevereiro)

Hábitos checklist 5

Esta é a lista de verificação de hábitos diários na semana de 3 a 9 de fevereiro. Pretende-se cultivar bons hábitos como escrever regularmente ou relaxar a visão, e eliminar maus hábitos como falar muito ou evitar fritos e gorduras.

Hábitos ★★★★★ (executei sempre com exceção de um ou zero dias na semana): acordar ao primeiro toque, relaxar visão manhã, técnica de pomodoro, atualizar diário da bolsa, praticar yoga sessão completa.

Hábitos ★★★★ (executei sempre com exceção de dois ou três dias na semana): tomar café colegas/família, ouvir o dobro do que falo, evitar fritos e gorduras (colesterol), escrever artigo the daily habit, relaxar visão noite.

Hábitos ★★★ (executei sempre com exceção de quatro ou mais dias na semana): nada a observar.

Esta semana foi registada uma grande melhoria em relação aos hábitos da semana anterior:

1) Todos os hábitos acompanhados foram de quatro ou cinco estrelas, não havendo nada a apontar com três estrelas.

2) Há mais de dois anos que não praticava yoga sessão completa, sinal de que o exercício deste artigo está a produzir efeitos.

3) A medição do colesterol na sexta-feira foi inferior a 200, pelo que a atenção de evitar fritos e gorduras foi essencial (partindo da assunção de que a ingestão de fritos e gorduras são responsáveis pelo colesterol elevado).

4) Esta semana foi marcada pelo regresso ao investimento com uma conta real numa corretora da bolsa de valores. Foi cumprido o objetivo semanal em direção à independência financeira: Muitos parabéns!!

Na próxima semana vou introduzir o hábito do mindfulness na lista, que de acordo com um artigo publicado no site da Médis significa:

“O conceito deriva da antiga meditação budista. Tem como filosofia viver plenamente cada momento presente de forma consciente e sem qualquer autojulgamento. Tal permite uma relação mais saudável com o que está a acontecer nas nossas vidas, com intenção e propósito.”

Termina assim a revisão da lista de hábitos diários, regressando a esta rubrica na próxima semana.

Lista de verificação de hábitos #4 (semana de 27 janeiro a 2 de fevereiro)

Hábitos - Checklist n.º 4

Esta é a lista de verificação de hábitos diários na semana de 27 janeiro a 2 de fevereiro. Pretende-se criar bons hábitos como escrever regularmente ou relaxar a visão, e eliminar os maus hábitos como evitar fritos e gorduras ou falar muito.

Hábitos cinco estrelas (executei sempre com exceção de um ou zero dias na semana): fazer a cama, atualizar diário da bolsa, técnica de pomodoro.

Hábitos quatro estrelas (executei sempre com exceção de dois ou três dias na semana): café colegas/família, relaxar visão manhã, escrever artigo the daily habit, praticar yoga sessão completa.

Hábitos três estrelas (executei sempre com exceção de quatro ou mais dias na semana): ouvir o dobro do que falo, relaxar visão noite.

Um dos grandes objetivos deste exercício é ter consciência dos meus hábitos, esperando melhorar os mesmos ao longo do tempo. Já por vários momentos pensei desistir desta rotina semanal e publicação deste artigo, mas de facto esta é talvez uma das melhores práticas que introduzi para melhorar a minha qualidade de vida nos últimos tempos.

Os hábitos que requerem uma maior atenção são ouvir o dobro do que falo e relaxar visão à noite. Para relaxar a visão preciso sobretudo de desconectar-me do tablet a partir das 22h00, evitando a esforço da leitura ao perto, especialmente ainda porque tenho uma grande miopia.

Outro dos calcanhares de Aquiles é falar mais do que devo, mas sinto que já melhorou, nem que seja ligeiramente desde o início desta prática, de verificação dos hábitos diários. É fundamental aprender a falar menos, característica essencial a uma maior influência, concretização de objetivos sociais, com a vantagem de ajudar a reduzir a ansiedade.

Termina assim a revisão da lista semanal de hábitos, regressando a esta rubrica na próxima semana.

Dificuldades em Manter Resoluções de Ano Novo? Experimente isto.

A maioria de nós que tomou resoluções de ano novo ou definiu objetivos para 2020, por volta desta altura já abandonou as suas aspirações. Infelizmente isto é uma realidade, e acontece sobretudo porque não fomos ensinados na escola a desenvolver objetivos e hábitos que conduzam ao sucesso, seja o que isso signifique.

A definição de objetivos não é fácil

Por experiência própria sei que definir objetivos não é nada fácil, e talvez por isso seja importante começar por algo mais simples, como criar hábitos. Os hábitos funcionam como uma espécie de músculo, que depois de exercitados regularmente, abrem o caminho para novas possibilidades. Ou seja, senão conseguirmos criar hábitos de sucesso no dia-a-dia, dificilmente conseguiremos trabalhar e manter a motivação para prosseguir objetivos mais ambiciosos.

Começar com uma rotina ou hábito

Ainda não é tempo de desistir das resoluções de ano novo. Dou-lhe uma sugestão se está com dificuldades. Em vez de começar com uma meta grande e difícil, concentre-se em primeiro lugar em algo mais simples como uma nova rotina ou hábito.

Gostaria de melhorar algum aspeto da sua vida? Na área Pessoal, Social, Trabalho, Dinheiro, Saúde, Casa ou Espiritual?

Então comece por escolher apenas uma destas áreas e reserve no seu calendário uma hora por dia, ou meia hora senão conseguir mais tempo, para se concentrar unicamente nesta área.

Reservar tempo no calendário

Não precisa de ter nenhum objetivo em particular, apenas deve manter o hábito de dedicar a hora ou meia hora diária reservada e pensar no que pode melhorar. Se tiver dificuldades em geral alguma ideia pode simplesmente escrever sobre o que lhe vier à cabeça.

Ao final de alguns dias irá ver que surgirá uma inspiração e a primeira tarefa surge. Ao trabalhar nesta primeira tarefa irá ter uma nova ideia para uma segunda tarefa e assim por diante. Ao final de algumas semanas ou mesmo meses, este hábito diário, irá conduzi-lo a um objetivo, e se tiver sorte a um grande propósito.

Lembre-se, se tiver dificuldades em definir objetivos, reserve um período diário na sua agenda, crie o hábito, escolha uma área, e comece a trabalhar.

3 Medidas que o Irão Ajudar a Lidar com um Chefe Micro Gestor

Normalmente olhamos para o lado negativo das coisas em primeiro lugar, e ter um chefe micro gestor pode ser de facto um pesadelo.

Ninguém gosta de um chefe micro gestor. Alguém que acompanha o trabalho dos seus subordinados de perto, sendo picuinhas com tudo e com nada, andando constantemente a fazer pedidos e a solicitar alterações.

Existem certas medidas que podemos tomar para lidar com um chefe micro gestor, de modo a diminuir o impacto negativo das suas ações, e evitar afetar a nossa performance e bem estar.

1. Proteja as suas emoções

A primeira medida é cuidar do nosso ego, e não dar a importância ao chefe. A sua atitude provavelmente tem a ver com a insegurança e o perfecionismo, querendo controlar tudo com medo que falhe alguma coisa. Não leve para o campo pessoal, reconhecendo a situação e protegendo as suas emoções.

2. Delegue o trabalho ao seu chefe

A segunda medida é aproveitar o trabalho do seu chefe. Este tipo de pessoas, com medo que sejam cometidos erros ou que não sejam cumpridos prazos, acabam muitas vezes por fazer o trabalho dos seus subordinados. Isto pode ser desencorajador, mas se tiver muito trabalho a fazer e o seu ego controlado, acaba por conseguir delegar parte do seu trabalho ao seu chefe, libertando o seu tempo para outras tarefas.

A delegação é uma das técnicas essenciais para uma maior produtividade pessoal. O que maioria das pessoas desconhece, é que possível aprender a delegar trabalho mesmo que não tenhamos subordinados, incluindo ao chefe.

3. Distancie-se do seu chefe

A terceira medida é criar um distanciamento saudável do seu chefe. Para isso, terá de aprender a fazer alguns "jogos de poder" sem que ninguém se aperceba da sua estratégia, especialmente o seu chefe. Inclui-se aqui não responder imediatamente a todos os emails ou solicitações, falar o mínimo possível e evitar sentar-se numa mesa de trabalho com o seu chefe, especialmente se estiver sozinho. Se o seu chefe o chamar ao gabinete, mantenha-se de pé, e sai logo que possível, mesmo que o convide para sentar.

Ao aplicar estas três medidas, irá estar no bom caminho para lidar com um chefe micro gestor e manter a sua sanidade mental. Se tentar de tudo, e mesmo assim não conseguir controlar o seu chefe, a melhor medida será solicitar para mudar de departamento, ou mesmo de empresa se a primeira opção não for possível.

O Poder de um Diário

Escrever e manter um diário é muito poderoso, especialmente se anotarmos regularmente os problemas e soluções que encontramos pelo caminho da vida. Não é por acaso que o imperador romano Marco Aurélio escreveu doze livros com as suas diversas meditações, com a finalidade de servir como uma fonte para a sua própria orientação e melhorar como pessoa.

Presunções à parte, e não me querendo comparar a Marco Aurélio, quando criei este blogue pretendia exatamente o mesmo. Ajudar a traçar um caminho e desenvolver-me pessoalmente através da escrita de um diário online.

Existe uma dificuldade generalizada pela maioria das pessoas em definir objetivos, em que me incluo. Exercícios como a fórmula SMART e outros no desenvolvimento de objetivos, têm o seu lugar, mas podem não dar as respostas que procuramos em determinadas situações.

Em conversa com uma amiga autora que publicou vários livros, e que oferece workshops de escrita criativa, perguntei como é que um novo autor pode encontrar um tema para o seu livro. Um livro exige um compromisso muito grande, e encontrar um tópico pode ser extremamente difícil, à semelhança da definição de um objetivo importante que possa contribuir para um propósito de vida.

Respondeu-me que grande parte dos novos autores não tem uma ideia sobre o tema para o seu livro, muito menos de como irão posicionar-se em relação a tudo o que foi publicado. Recomenda a estes autores escreverem diariamente sobre qualquer coisa, mesmo que não tenham inspiração. O importante é aparecer e escrever o que vier à cabeça.

Após alguns meses irão notar que certos temas começam a emergir. Ainda ao final de mais algum tempo, algum tópico ou questão em específico irá despertar o interesse suficiente para se definir o tema e começar a desenvolver o primeiro esboço do livro.

Com este diário na forma de blogue, a filosofia tem sido a mesma, e no início tinha apenas uma ideia vaga sobre o que iria escrever. Do The Daily Habit emergiu o meu interesse pelo investimento na bolsa de valores. Este interesse traduziu-se no grande propósito em atingir a independência financeira recorrendo ao investimento ativo nos mercados.

Outro interesse que emergiu com este blogue foi o reconhecimento do desenvolvimento das relações interpessoais necessárias ao sucesso no mundo do trabalho, que prendem-se sobretudo com uma maior capacidade de influência e estratégia. Este interesse ainda não foi transposto para um grande propósito, nem sei se irá acontecer.

A capacidade de exercer influência é no entanto uma característica transversal a todas as áreas da vida, e por este motivo, faz parte inerente das soft skills. Desenvolver um interesse nesta área deveria ser obrigatório a todos, mesmo que não se pretenda perseguir um grande propósito como ascender a um cargo de poder de uma organização ou prosseguir uma carreira na política.