Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

Encontrar o Caminho nas Finanças Pessoais

Seja para preparar a reforma, ter um pé de meia em caso de urgência ou obter um rendimento extra, devemos cuidar das nossas finanças pessoais para um futuro mais confortável.

O dinheiro não é tudo, mas ajuda em muita coisa na vida, principalmente numa sociedade capitalista como a nossa. O objetivo de uma pessoa “normal” não passará pela ganância, mas sim em proporcionar qualidade de vida ao próprio e família, e ajudar o próximo se possível.

Pilares das finanças pessoais

Os três pilares das finanças pessoais são ganhar, poupar e investir. Ganhar como empregado, trabalhador por conta própria ou dono de um negócio. Poupar uma percentagem do que se ganha, seja 5, 10 ou 20%. Investir as poupanças em instrumentos de rentabilização do dinheiro de acordo com a personalidade e apetência ao risco de cada um.

Este último ponto do investimento é bastante vasto, mas em termos gerais, e mantendo as coisas simples, existem dois tipos de veículos financeiros que têm passado o teste do tempo: o imobiliário e os mercados financeiros.

Dois tipos de investimento

Tanto o imobiliário como os mercados financeiros têm aplicações com vários níveis de risco.

Imobiliário

Por exemplo, comprar uma casa para habitação própria é uma escolha inteligente e de baixo risco desde que o valor da prestação bancária represente uma pouca parte do rendimento mensal. Por outro lado, um investimento na construção de uma nova casa para venda a terceiros na expectativa de um retorno financeiro, e dependendo da localização, pode ser arriscado.

Mercados financeiros

No caso dos mercados financeiros, investir a longo prazo (vários anos) num fundo indexado ao índice norte americano s&p 500, como Warren Buffet recomenda, tem um retorno anual médio histórico perto dos 10%, pelo que o risco é moderado. Noutro caso, em que um investidor opta por comprar ações de uma empresa sem basear-se em qualquer ripo de análise e experiência, está simplesmente a jogar na bolsa, sendo uma operação muito arriscada.

Resultados passados não são garantia de resultados futuros, mas dá para ter uma ideia.

Seja qual for o caminho a seguir nas finanças pessoais, é importante começar o mais cedo possível, estudando e analisando o risco de cada veículo financeiro.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.