Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

O Projeto da Produtividade de Chris Bailey, Resumo do Livro - As Minhas Notas

O Projeto da Produtividade de Chris Bailey

O Projeto da Produtividade relata as lições que Chris Bailey aprendeu ao longo de um ano executando várias experiências de produtividade, algumas delas bem radicais, com o objetivo de encontrar uma forma de conseguir fazer o máximo em todas as áreas da sua vida.

Desde assistir a 296 palestras do TED, trabalhar 90 horas por semana, acordar às 5h00 da manhã, Bailey fez de tudo um pouco até encontrar a filosofia, estratégia e táticas que melhorassem a sua produtividade pessoal.

Lição 1: Pensar na produtividade em termos de energia, tempo e atenção.

O New York Times chamou o autor Tim Ferriss de "um cruzamento entre Jack Welch e um monge budista". Baley pega nesta citação, e lança a comparação de que as pessoas mais produtivas situam-se entre um frenético trader de Wall Street e um lento e perfeccionista clérigo, afirmando que no meio termo é que está a virtude.

A produtividade na perspetiva de Bailey diz que é precisa usar em simultâneo a energia, tempo e atenção.

  • A energia vem da sua saúde. Se não se sente bem para trabalhar, tudo o mais não faz sentido.
  • Pode aprender a utilizar o tempo através da gestão das suas prioridades.
  • A atenção é o que potencia a energia e o tempo, mantendo a sua mente focada no que está a fazer.

Lição 2: A Regra dos 3 pode ajudar a organizar a sua agenda

Bailey refere o livro Getting Results the Agile Way de J.D. Meier onde encontrou uma forma de dividir os seus objetivos em três etapas:

  1. Quais são as três tarefas que deseja realizar hoje?
  2. Quais são os três marcos que deseja concluir esta semana?
  3. Quais são os três objetivos que espera alcançar este ano?

Responda à primeira pergunta todos os dias garantindo que está alinhado com as suas metas semanais, que por sua vez estão alinhadas com os seus objetivos anuais ou de longo prazo.

Lição 3: Existe um motivo pelo qual a maioria das empresas segue a semana de 40 horas

Nas suas experiências, Bailey passou de 20 horas de trabalho por semana para 90 horas, e descobriu que realizava basicamente o mesmo nos dois extremos.

Os estudos analisados por Bailey apontam para um maior rendimento perto da semana das 40 horas de trabalho, o que coincide de facto com o horário da maioria das empresas. Estes estudos mostraram ainda um declínio acentuado na produtividade dos trabalhadores após ultrapassar as 55 horas semanais, levando o dobro do tempo para realizar qualquer tarefa a partir das 60 horas.

Conclusão

Ser produtivo não é fazer mais coisas, é trabalhar de forma mais inteligente encontrado soluções para ser mais eficiente e aproveitar melhor o tempo. É importante reconhecer o que é mais importante a acima de tudo saber evitar distrações.

Texto adaptado de Four Minute Books e Conscioused.

1 comentário

Comentar post