Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

Pensamento Critico: Definição e Utilização

Chimpazé a pensar

Esta semana tenho uma apresentação em público na Toastmasters e resolvi a abordar o tema do pensamento crítico.

Antes de avançar com a definição propriamente dita, quero fazer a seguinte experiência retirada do site Zety. Para isso vamos imaginar que quero descobrir se o café faz bem.

Vou ao google e pesquiso por “razões para beber café

Resultados: taxas mais baixas de depressão, estímulo da memória, longevidade e um coração mais saudável.

Depois vou google outra vez e pesquiso “razões para não beber café?”.

Resultados: redução da ansiedade, dentes mais brancos, perda de peso e um coração mais saudável.

Ou seja, encontro razões tanto para beber como para não beber café. O mais interessante é que todas estas razões são suportadas por diversos estudos científicos, e que se contradizem.

No meio disto tudo, como é que poderei reconciliar estas afirmações contraditórias?

É simples, recorrendo ao pensamento crítico.

O que é o pensamento crítico?

De acordo com Zety o pensamento critico é a capacidade de pensar de maneira organizada e racional, a fim de entender conexões entre ideias ou fatos, ajudando a decidir no que acreditar. Por outras palavras, é "pensar sobre o pensar" - identificar, analisar e corrigir as falhas na maneira como pensamos.

The Balance refere que os bons pensadores críticos tiram conclusões razoáveis de um conjunto de informações e discriminam entre informações úteis e menos úteis para resolver problemas ou tomar decisões.

Conceito.de destaca que o pensamento crítico não implica pensar de forma negativa nem com predisposição para encontrar defeitos e falhas. Muito menos consiste em tentar mudar a forma de pensar das pessoas ou substituir os sentimentos e as emoções.

Exemplos

As circunstâncias que exigem pensamento crítico variam de caso para caso, como por exemplo:

  • Um médico que faz a triagem no serviço de urgências e decide a ordem pela qual os pacientes devem ser atendidos.
  • Um advogado analisa as evidências e elabora uma estratégia para vencer um caso.
  • Um gerente analisa os formulários de feedback dos clientes e usa essa informação para desenvolver uma sessão de formação de atendimento ao cliente.

Características

Capacidade de análise

Parte do pensamento crítico é a capacidade de examinar cuidadosamente algo, como um problema, um conjunto de dados ou um texto. Pessoas com capacidades analíticas podem examinar as informações, entender o que elas significam e explicar adequadamente as implicações dessas informações a outras pessoas.

Capacidade de comunicação

Muitas vezes precisamos de partilhar ideias com outras pessoas, ou de promover o pensamento crítico num grupo com determinado objetivo. Neste caso, é necessária uma comunicação eficaz para ajudar a apurar os factos, tudo num ambiente positivo e de melhoria contínua.

Criatividade

O pensamento crítico pode envolver criatividade e inovação. Por exemplo, pode ser necessário detetar padrões nas informações que está a analisar ou encontrar uma solução para determinado problema. Isto requer um olhar diferente sobre a informação.

Mente aberta

Para se pensar criticamente, é necessário deixar de lado quaisquer suposições ou julgamentos quando da análise da informação. É essencial ser objetivo, avaliar ideias e manter a imparcialidade.

Capacidade de resolução de problemas

A solução de problemas é uma das competências básicas de pensamento crítico que envolve analisar um problema, estudar e implementar soluções, e avaliar o sucesso das mesmas. Aqui as soluções devem ser práticas e adaptadas ao problema em questão.

Espero que este artigo tenha sido útil. Na próxima vez que tiver de tomar uma decisão importante, não aceite facilmente toda a informação como válida. Questione, mesmo que provenha de fontes que habitualmente considera credíveis.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.