Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

Principais Diferenças entre o Extrovertido e o Introvertido e a sua Influência na Produtividade Pessoal

Várias pessoas da cintura para baixo

As tarefas que predominantemente tendemos a escolher dependem das nossas apetências e preferências pessoais. Senão houverem outros fatores a considerar na gestão das nossas prioridades, como a satisfação de necessidades básicas (alimentação, saúde, etc.), as nossas escolhas são feitas em função da nossa personalidade.

Carl Jung, o famoso psicólogo Suíco, definiu dois tipos de personalidade predominantes em cada pessoa: a extrovertida e a introvertida.

De acordo com a New World Encyclopedia a pessoa extrovertida encontra significado fora dela preferindo o mundo exterior dos objetos, pessoas e atividades. Os extrovertidos tendem a ser energéticos, entusiastas, orientados para a ação, faladores e assertivos. Uma pessoa extrovertida tem tendência para gostar de estar com outras pessoas e não se sente bem em estar sozinha. Acima de tudo os extrovertidos sentem-se energizados quando estão com outras pessoas e ficam cansados e aborrecidos quanto estão muito tempo sozinhos.

Ainda de acordo com a New Worl Encyclopedia, o introvertido é introspetivo, preferindo o mundo interior dos seus pensamentos, emoções e fantasias. Os introvertidos tendem a ser mais calmos, reservados, deliberados e afastados da parte social. Preferem estar sozinhos em tarefas contemplativas que consideram gratificantes. Tendem a evitar eventos sociais não por serem tímidos, mas porque o escolhem. Estes encontram a solidão dos seus pensamentos restaurativa e energética.

Jung acreditava que todas as pessoas exibiam simultaneamente estas duas personalidades, embora uma delas fosse dominante.

De facto, ambas as personalidades têm de ser utilizadas se queremos ter maior sucesso. Por exemplo, um escritor que acabou de finalizar o seu livro, teve geralmente um grande prazer na escrita do mesmo (senão não tinha enveredado por esta grande aventura!), através de um comportamento introvertido passando tempo sozinho com a organização dos seus pensamentos e processo de escrita.

Após a conclusão do livro, e se este escritor quer ter leitores, terá de sair "do seu mundo" e publicitar o mesmo, contactando inevitavelmente com outras outras pessoas promovendo palestras, dando entrevistas, estando presente em eventos literários e todas outras atividades inerentes à divulgação do seu trabalho. O escritor, mesmo que não o queira, tem de ser extrovertido nesta fase crítica de promoção.

No entanto, este mesmo escritor passou 80% do seu tempo a pesquisar e a escrever (personalidade introvertida) e 20% do seu tempo em atividades promocionais (personalidade extrovertida). Ambas as personalidades foram utilizadas, mas com a dominância da personalidade introvertida.

O que quero dizer com isto é que se queremos ser mais produtivos, devemos selecionar as tarefas e projetos que nos dão um maior gozo e de acordo com a nossa personalidade predominante, que segundo a teoria das personalidades de Jung, varia em função da nossos traços de personalidade como extrovertidos ou introvertidos.

Em suma, devemos escolher aquilo que nos dá maior energia e entusiasmo, sem nunca esquecer que como em tudo na vida deve existir um balanço, não sendo possível ser puramente extrovertido ou introvertido.