Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

The Daily Habit

Diário de produtividade pessoal

A Vergonha dos Ordenados em Portugal

De acordo com um estudo da Adecco de 2019 consultado na HR Portugal, o salário médio em Portugal é 110% inferior à média da União Europeia, só estando atrás dos países da Europa Oriental ou de Leste.

O mais preocupante ainda é a distância que separa o ordenado mínimo do ordenado médio.

Aproximação dos ordenados mínimo e médio

Em Portugal o ordenadomínimo é atualmente de 635€ para um ordenado médio de 997€. Na União Europeia, a média do salário mínimo é de 930€ para um ordenado médio de 2091€.

Isto significa que o salário médio em Portugal é 57% superior ao ordenado mínimo enquanto na União Europeia o salário médio é 224% superior ao ordenado mínimo.

No título do artigo disse que considerava este facto uma vergonha, mas ainda é mais do que isso, se pensarmos que há 20 anos atrás a diferença entre o salário mínimo e médio era semelhante ao de hoje na União Europeia, em 224%.

Classe média esquecida 

A classe média foi completamente lapidada nestes últimos anos e politicamente nada tem sido feito para inverter esta situação. Profissionais de valor em todas as áreas tem sido constantemente mal tratados e subvalorizados.

Pessoalmente sinto-me indignado, e a minha atuação individual em pouco ou nada pode mudar alguma coisa deste cenário, a menos que seja candidato a primeiro ministro, o que não irá acontecer.

Também não irei aderir a qualquer sindicato, que só atua no ordenado mínimo. As ordens profissionais e afins nada fazem. No entanto tenho de adaptar-me.

Emigrar para fora cá dentro

A minha atuação profissional em Portugal na engenharia, é como um colega meu que diz: estamos em regime de voluntariado, com as despesas mínimas de sobrevivência garantidas, e com rendimentos extra para ir ao cinema de vez em quando e pouco mais.

Continuo a trabalhar por brilho profissional, e por gostar daquilo que faço, participando em projetos relevantes, mas pouco posso esperar, pelo menos da engenharia.

Os meus rendimentos estão a deixar Portugal. Hoje, com a globalização, já não é preciso emigrar, e para os mais ambiciosos e dedicados, felizmente existem outras formas de ganhar dinheiro em países com economias mais prósperas e vivendo em Portugal ao mesmo tempo.

Vergonha dos ordenados Portugueses? Sim.
Manter os braços cruzados? Não.

 

Também Existe Bondade Neste Mundo (Não Esquecer)

O pensamento económico evoluiu por várias fases ao longo da história, sendo Adam Smith considerado o pai da economia moderna, com a sua teoria de que o homem age em função do seu interesse próprio, e que uma “mão invisível” estabelece o equilíbrio da sociedade.

Este interesse próprio é refletido em várias obras de escritores contemporâneos, como a lei do Narcisismo em As Leis da Natureza Humana de Robert Greene.

Embora o narcisismo guie o comportamento das pessoas na sua generalidade, querendo promover o seu bem e dos seus familiares, é importante notar que existem exceções, especialmente fora de um ambiente competitivo.

Esquecer as exceções pode tornar-nos frios e insensíveis com as necessidades dos outros, recordando que também existem ações altruístas, de pessoas que querem praticar o bem.

Recentemente tive uma experiência excecional desta natureza. Estava no cinema, e quando a sessão acabou, outra pessoa que não conhecia de lado nenhum dirigiu-se a mim. Apontou que tinha esquecido a minha caixa com os óculos graduados dentro em cima do banco do cinema. Esta simples iniciativa poupou-me 500 € e o enorme inconveniente de ter de ir novamente ao optometrista.

Este altruísmo é mais difícil de encontrar em ambientes competitivos, mas não devemos ficar completamente cegos ao ponto de ignorar as boas ações.

O que a Economia nos Pode Ensinar sobre a Gestão de Prioridades

Mulher em supermecado olhando para área de frutas

Sabe porque os Estados Unidos lideram a indústria cinematográfica, a Alemanha lidera a indústria automóvel, a China lidera a indústria têxtil e a França lidera a produção de queijos?

Isto pode ser explicado pelo conceito económico de custo de oportunidade, e pode ser aplicado tanto aos países como aos indivíduos como ferramenta de gestão de prioridades para uma maior produtividade.

O site Nota Positiva define custo de oportunidade nos casos em que "sempre que é tomada a decisão de utilizar um recurso para satisfazer uma determinada necessidade, perde-se a oportunidade de o utilizar para satisfazer uma outra necessidade".

Ou seja, o tempo é finito, as nações e indivíduos têm as mesmas 24 horas num dia, e se decidirmos dedicar tempo a determinadas atividades existem outras que inevitavelmente irão ficar para trás. Importa portanto escolher nas poucas horas que estamos acordados as atividades ou tarefas com a potencialidade de um maior impacto nas nossas vidas e no mundo.

Por exemplo, um indivíduo tirou um curso de medicina e especializou-se investindo anos de estudo. Se este médico escolher depois de formar-se ir trabalhar como rececionista de hotel está a prescindir de maiores rendimentos financeiros além de não poder ter um maior impacto no mundo salvando vidas.

Se o0utro indivíduo tirar um curso numa escola de hotelaria, e for trabalhar para uma obra como servente, está também possivelmente a prescindir de maiores rendimentos e de uma carreira na hotelaria. Não irá fazer aquilo para o qual foi treinado e investiu o seu tempo, como servir as pessoas que viajam em negócios ou lazer providenciando o seu descanso e conforto.

Com os países é semelhante. Se a Alemanha em vez de fabricar automóveis começasse a produzir têxteis, iria exportar menos e não produzia os melhores carros do mundo.

A lição a aprender de acordo com o conceito económico custo de oportunidade é gerirmos as nossas prioridades e fazer as melhores escolhas de acordo com aquilo que somos bons, temos formação ou experiência.

Na próxima vez quando estiver indeciso entre várias opções, pergunte a si mesmo: "Destas opções, qual a que tenho mais formação, conhecimento ou experiência e pode ter um maior impacto para mim e para as outras pessoas?"

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Informação legal

Este blogue transmite a opinião do autor e pode conter imprecisões. Nas suas decisões, faça a sua própria pesquisa ou procure ajuda de um profissional.